Chave de Identificação do Baryancistrus sp. “L142” - Acari Bola de Neve

Baryancistrus sp. “L142”

1.  Corpo totalmente coberto por placas ........................ Loricariidae (2)

2’. Corpo alto, pedúnculo caudal moderado ou alto ............................. 5

5’.  Cintura escapular coberta por placas ventralmente; tamanho do adulto médio ou grande ...........................................................................6

6’. Menos do que 10 raios na nadadeira dorsal  ....................................7

7’. Presença de odontódeos hipertrofiados eversíveis no pré-opérculo ……..................................................................................................………..9

9’.  Nadadeira  adiposa  presente,  abdome  sem  placas,  pterótico  supracleitro  curto  .................................................................................10

10’. Focinho com placas; ausência de tentáculos carnosos no focinho ..................................................................................................................11

11. Dentes de dentário e pré-maxilar aproximadamente de mesmo tamanho .................................................................................................12

12’. Dentes viliformes ............................................................................14

14. Último raio da nadadeira dorsal com membrana estendendo-se posteriormente em direção à nadadeira adiposa ..............................15

15. Membrana pós-dorsal conectando medianamente às placas dorsais do pedúnculo caudal, não alcançando o espinho da nadadeira adiposa .................................................................................16

16’. Presença de pontos claros ou bandas claras na extremidade das nadadeiras .............................................................................................17

17’.  Manchas  claras  do  mesmo  tamanho  ou  maiores  que  a  pupila  (podendo  estar apagadas em juvenis) .................................18

18. Manchas sempre evidentes; banda clara nunca presente .........................................................................Baryancistrus sp.

Para sua identificação deve-se observar sua dentição, que é o caráter mais confiável, pois possui quatro grandes placas raspadoras que cobrem a maior parte de sua boca oval.

Esta variedade  é um loricariídeo ativo, que não é tímido e gosta de repousar em plena corrente.

 

Baryancistrus sp. “L142”

Reino = Animalia ; Filo = Chordata ; Classe = Actinopterygii; Ordem = Siluriformes (Catfish) ; Família = Loricariidae ; Gênero = Baryancistrus

Países de Distribuição: América do Sul: Corredeiras do Rio Tapajós entre Pimental e Itaituba.

Tamanho - Comprimento máximo: 25,0 cm

Sinonimos: Baryancistrus sp.  L142,  LDA33

Nome vulgar do Baryancistrus sp. “L142”: L142,  LDA33,  Bola  de  neve  (Brasil);  Big White  Spot Pleco (EUA), Snowball Pleco, Snebold Sugemalle

Referência: Seidel, I. 2008. Back to Nature guide to L-catfishes, Ettlingen, Germany 208 p

 

Referências:

INSTRUÇÃO NORMATIVA INTERMINISTERIAL N°1, DE 3 DE JANEIRO DE 2012. Diário Oficial da União – Seção I, Nº3, quarta-feira, 4 de janeiro de 2012, páginas 26 a 42 – ISSN 1677-7042 INI MPA-MMA (n01-2012 - Peixes Ornamentais Continentais.pdf)

Armbruster, J. W. 2004. Phylogenetic relationships of the suckermouth armoured catfishes (Loricariidae) with emphasis on the Hypostominae and the Ancistrinae. Zoological Journal of the Linnean Society, 141(1), 1-80.

Buckup, P. A., & Santos, G. M. 2010. Ictiofauna da Ecorregião Xingu-Tapajós: fatos e perspectivas. Boletim da Sociedade Brasileira de Ictiologia, 98, 3-9.

Camargo, M., Giarrizzo, T., & Carvalho Júnior, J. 2005. Levantamento ecológico rápido da fauna ictica de tributários do Médio-baixo Tapajós e Curuá. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, 1(2), 213-231

ICMBIO Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Levantamento da Ictiofauna, Caracterização Genética e da Fauna Parasitária da bacia hidrográfica do rio Tapajós. 2011

Mergus Wels Atlas Vol 2, German Ebook

Seidel, I. 2008. Back to Nature guide to L-catfishes, Ettlingen, Germany 208 p

Souza, A.C.P. (2003). Descrição cariotípica de peixes dos gêneros Baryancistrus, Parancistrus, Peckoltia e Ancistrus (Ancistrinae, Loricariidae) da Bacia Amazônica. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal do Pará, 130p.

Floresta Água do Norte – Celcoimbra – ORNAMENTAL FISH - Carmen Coimbra

E C LOBATO COIMBRA - FAN DE PEIXE ORNAMENTAL

Venda de Peixes Ornamentais Selvagens da Amazônia

https://www.florestaaguadonorte.com.br/peixes-ornamentais-da-amazonia/

florestaaguadonorte@gmail.com

#celcoimbra #carmencoimbra #fandepeixeornamental #florestaaguadonorte  #fish #ornamentalfish

 #elinorcoimbra #eclobatocoimbra #franciscocoimbra  #Loricariidae #pleco #plecos  #pleco #plecos

CLIQUE AQUI! COMPRE NOSSO E-BOOK!
VENDA DISPONÍVEL NA AMAZON.COM
COLEÇÃO: AMAZÔNIA, O MUNDO DAS MULHERES DO NORTE

WAWATU DA AMAZÔNIA 

 

      Na Amazônia, do século XIX, devido à cobiça pela borracha, Wawatu, cunhatã do clã Aruak, tem sua aldeia dizimada por brancos. Apesar de ser forçada a viajar para um local desconhecido, casar-se com guerreiro de origem Karib e sofrer com as diferenças de costumes de seus familiares, ela se apaixona.

MAIS DE 100 PÁGINAS DE PURA EMOÇÃO!