Existem dezenas de espécies e variações de jacundás

Conheça algumas espécies de jacundás clicando em cima dos links

Crenicichla acutirostris - Jacundá Flamengo

Crenicichla johanna - Jacundá Olho de Fogo

Crenicichla lugubris - Jacundá Vermelho

 Crenicichla macrophthalma  - Jacundá Olhudo 

Crenicichla marmorata - Jacundá de Mármore

Crenicichla regani - Jacundá de Folha

Crenicichla stocki - Jacundá da Linha Branca

Crenicichla strigata - Jacunda Riscado

Crenicichla vittata - Jacundá Banana

Os jacundás são um grupo de peixes sul-americanos do gênero Crenicichla.

Eles habitam os lagos, córregos, rios e furos de água doce da maioria dos rios amazônicos.

Esses peixes são predadores vorazes e predominantemente peixes de águas quentes.

A maioria dos jacundás tem um corpo alongado e uma boca larga e protuberante. Para alimentar-se, eles posicionam-se perto de galhos de árvores afundados, pedras e substrato, fazendo uma rápida, mas animada perseguição para capturar as presas.

Existem jacundás de vários tamanhos. Os anões não crescem mais que 10 cm. Os médios atingem um tamanho máximo entre 15 e 25 cm. E, finalmente, há os gigantes que ultrapassam 60 cm. Existe um jacundá para todos os comprimentos de aquários, mas tenha cuidado ao escolher os parceiros de convivência desse peixe, pois eles devem ser maiores e de gêneros diferentes. A maioria das agressões entre jacundás é reservada para membros da mesma espécie. Habitá-los com gêneros maiores, de diferentes formas e cores, pode reduzir a agressividade. Quando tudo mais falhar, é hora de PVC. A adição de seções de tubo de PVC com largura suficiente para encaixar  confortavelmente os jacundás, reduz enormemente a agressividade. Sempre deve haver mais tubos de PVC que jacundás. Os peixes dessas espécies não suportam a visão de seus semelhantes e precisam ser mantidos o mais separados possíveis.

Descreveu-se mais de cem espécies do gênero Crenicichla e ainda há muita dificuldade e discordância  entre os estudiosos envolvendo a identificação dessas espécies, o que levou à criação de grupos de espécies, por KULLANDER, LUCENA e PLOEG. Atualmente, embora a identidade de uma espécie esteja ligada a sua localidade de coleta, todas as espécies podem ser colocadas em seus respectivos grupos com conhecimento apenas rudimentar das características de cada grupo de espécies.

Ploeg (1991) separou as espécies do gênero Crenicichla em cinco grandes grupos.

Esses grupos são diferenciados por alguns caracteres gerais, como presença ou ausência de mancha pós-orbital, número de escamas na linha lateral e presença ou ausência de mancha umeral.

Os cinco grupos definidos por Ploeg são: reticulata, wallacii, lugubris, saxatilis e lacustris.

Referência: Rocha, Nathalya Porciuncula. Técnicas de curadoria e identificação das espécies do gênero Crenicichla coletados na Expedição Transcontinental Brasil, 2004.

Chave de Identificação dos Jacundás - Crenicichla

1” – Ausência de uma mancha escura na extremidade posterior do opérculo .........................................................................................................................3

3” – Arranjo dos lábios tipo “americano”, ou seja, a pele do dentário dobra-se sobre a da extremidade posterior da pré-maxila ......................................6

6” – Mais de uma série de dentes nas maxilas, todos os dentes móveis (depressíveis)................................................................................................7

7” – Primeiro arco branquial com rastros curtos e menos numerosos (40 ou menos rastros)...............................................................................................9

9” – Escamas da linha lateral com um canal sensorial ............................11

11” – Ausência de um lóbulo bem desenvolvido no primeiro arco branquial .......................................................................................................................19

19’ – Quarenta ou mais escamas na série E1...........................................20

20” – Corpo baixo e comprimido ou cilíndrico; três espinhos na nadadeira anal................................................................................. Gênero Crenicichla

Referência: QUEIROZ, L. J.; VILARA, G. T.; OHARA, W. M.; PIRES, T. H. S.;. ZUANON, J.; DORIA, C. R. C. Peixes do Rio MadeiraVolume 3, 2013

Floresta Água do Norte – Celcoimbra – ORNAMENTAL FISH - Carmen Coimbra

E C LOBATO COIMBRA - FAN DE PEIXE ORNAMENTAL

Venda de Peixes Ornamentais Selvagens da Amazônia

http://www.florestaaguadonorte.com.br/peixes-ornamentais-da-amazonia/

florestaaguadonorte@gmail.com

#celcoimbra #carmencoimbra #fandepeixeornamental #florestaaguadonorte  #fish #ornamentalfish

 #elinorcoimbra #eclobatocoimbra #franciscocoimbra  #jacundá  #crenicichla #pikecichlid #cichlid #pikecichlids

CLIQUE AQUI! COMPRE NOSSO E-BOOK!
VENDA DISPONÍVEL NA AMAZON.COM
COLEÇÃO: AMAZÔNIA, O MUNDO DAS MULHERES DO NORTE

WAWATU DA AMAZÔNIA 

 

      Na Amazônia, do século XIX, devido à cobiça pela borracha, Wawatu, cunhatã do clã Aruak, tem sua aldeia dizimada por brancos. Apesar de ser forçada a viajar para um local desconhecido, casar-se com guerreiro de origem Karib e sofrer com as diferenças de costumes de seus familiares, ela se apaixona.

MAIS DE 100 PÁGINAS DE PURA EMOÇÃO!