O jacupiranga é um galináceo endêmico da Amazônia encontrado em estado selvagem, vivendo em algumas áreas de matas primárias de terra firme e várzea.

     Este animal tem hábito diurno, arborícola e de dormir empoleirado.

     Nas árvores, ele se alimenta de invertebrados, pequenos vertebrados, frutas, brotos, folhas e sementes. Possui garras cegas úteis para cavoucar o chão e sempre desce para forragear em terra, onde engole de tudo um pouco, pois é onívoro.

     Suas principais características físicas são:

     ·Mede cerca de 80 cm quando adulto, podendo pesar mais de 2 quilos.

     ·A pequena cabeça é coroada por um penacho branco solto.

     ·O bico é preto e curto.

     ·A pele ao redor dos olhos é nua e escura.

     ·Os olhos são negros, mas ficam vermelhos na época do cio.

     ·Apresenta uma barbela encarnada, bem visível, pendendo para baixo.

     ·As penas do dorso do corpo e da cauda são negras, salpicadas de plumas brancas.

     ·A cor do pescoço e da barriga é marrom avermelhada.

     ·As pernas curtas, pés e dedos são beges.

     ·O macho e a fêmea do jacupiranga têm aparência semelhante, sem dismorfismo sexual.

     Os casais monogâmicos constroem o ninho de gravetos, sobre árvores. As fêmeas colocam de 2 a 3 ovos brancos. A fêmea faz a incubação dos ovos, e é alimentada pelo macho, que é atencioso, muito carinhoso e permanece sempre por perto para defender a família. Os ovos são chocados por cerca de 30 dias. Os filhotes são nidífugos: nascem emplumados, podem andar, dormem sob a proteção das asas da mãe e acompanham os genitores na coleta de seu alimento. O casal cuida das crias e os resguarda ferozmente até aprenderem a se defender sozinhos.

     Este animal tem um voo pesado e barulhento, o que o denuncia aos predadores. Quando em perigo voa escapando para as copas de árvores próximas e desloca-se aos saltos fugindo por entre os galhos.

      Apesar de ter sua caça proibida por lei, este galináceo ainda é extremamente predado pelas comunidades amazônicas e indígenas que consideram a carne desta ave uma iguaria farta, suculenta e saborosa.

     Os jacupirangas vivem em pequenos grupos familiares, que fazem algazarra ao anoitecer enquanto ajeitam-se para descansar.

    Eles são dispersores naturais de coquinhos e sementes duras, que engolem e eliminam junto às fezes em suas andanças pela floresta.

CRACIDAE - Penelope pileata

     Nidífugo ou Precocial: filhote que nasce emplumado, de olhos abertos e pode andar e se alimentar logo após o nascimento.

Amazônia Jacupiranga  Penelope pileata CRACIDAE Floresta Água do Norte Celcoimbra Site Santarém Amazonia Amazonica Amazônica Amazon DEF Marketing Turismo hotel hotéis pousada restaurante nome científico

CLIQUE AQUI! COMPRE NOSSO E-BOOK!
VENDA DISPONÍVEL NA AMAZON.COM
COLEÇÃO: AMAZÔNIA, O MUNDO DAS MULHERES DO NORTE

WAWATU DA AMAZÔNIA 

 

      Na Amazônia, do século XIX, devido à cobiça pela borracha, Wawatu, cunhatã do clã Aruak, tem sua aldeia dizimada por brancos. Apesar de ser forçada a viajar para um local desconhecido, casar-se com guerreiro de origem Karib e sofrer com as diferenças de costumes de seus familiares, ela se apaixona.

MAIS DE 100 PÁGINAS DE PURA EMOÇÃO!

QUER GANHAR 24 E-BOOKS GRÁTIS E CONCORRER A PRÊMIOS MENSAIS?

DIGITE E-MAIL, CLIQUE EM ENVIAR E RECEBA DE 15 EM 15 DIAS UM E-BOOK...

Livro "No Mundo das

Mulheres do Norte"

+

Frete Grátis = R$ 49,90

Clique Aqui!

Compre Agora!